Professor pardal de Nova Floresta cria máquina de perfurar poços artesianos em 300 dias


O aposentado popularmente conhecido como Basto da Barraca, da cidade de Nova Floresta, Curimataú paraibano, projetou e com 300 dias de trabalho realizou o sonho de construir a sua própria máquina de perfurar poços artesianos.

O professor Pardal Florestense fez o teste e perfurou o primeiro poço da engenhoca em frente à sua residência, na Rua Pedro Gondim. Para comemorar, Basto serviu banho de graça aos vizinhos.


                        


Deu no Noticia da Serra

Postar um comentário

0 Comentários