Cosern vai receber óleo de cozinha usado em troca de desconto na conta de energia

Material pode ser entregue pela população à companhia de energia nas tendas itinerantes do Projeto Vale Luz que contemplam 39 pontos em 17 bairros da capital potiguar

Depois de utilizado, o óleo precisa esfriar completamente para só então ser armazenado

O Brasil consome por ano cerca de 3 bilhões de litros de óleo, segundo a Abiove (Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais). E, de acordo com pesquisas recentes, apenas 10% dos cerca de 500 milhões de litros descartados ao ano são reciclados. A maior parte da população ainda descarta o óleo de cozinha usado de forma incorreta, seja na pia, no solo ou simplesmente depositando-o no lixo.

Cada família consome, em média, 4 litros por mês e descarta 1 litro. Esse gesto, que parece inofensivo, pode ser muito prejudicial para o meio ambiente. Um litro de óleo pode contaminar até 25 mil litros de água potável, segundo dados do Ministério do Meio Ambiente.

Para ajudar a reduzir esses danos ambientais e oferecer mais uma alternativa para reduzir o valor da conta e luz, a Cosern incluiu no Programa Vale Luz a troca de diversos tipos de óleo por desconto na fatura de energia. Serão aceitos todos os óleos vegetais, como os de soja, canola, girassol, gergelim, amendoim, milho coco, algodão e mamona, além de azeite de oliva e de dendê.

O material pode ser entregue pela população nas tendas itinerantes do Projeto Vale Luz que contemplam 39 pontos em 17 bairros de Natal. A iniciativa é fruto da parceria entre a Cosern e a Indama, empresa responsável pela destinação final dos resíduos oleosos vegetais. Depois de reciclado, o que seria um agente poluidor se transforma em uma série de produtos, tais como biodiesel, velas, ração para animais, sabão, produtos de limpeza, tintas e vernizes.

ARMAZENAMENTO

Depois de utilizado, o óleo precisa esfriar completamente para só então ser armazenado. Esse armazenamento deve ser feito em garrafas PET transparentes de refrigerante ou água. Para facilitar a entrada do óleo na garrafa pode-se utilizar um funil, além de um coador plástico para evitar despejar resíduos de alimento no recipiente. O óleo deve ser armazenado à medida que for sendo usado, com as garrafas bem fechadas para evitar vazamentos. É importante manter fora do alcance de crianças e animais de estimação que podem ser atraídos pelo cheiro do óleo ou pela simples curiosidade.

Após encher a garrafa, é só levar em um dos postos do Projeto Vale Luz Cosern juntamente com uma fatura de energia, para efetuar a troca por desconto na conta. A garrafa PET pode ser reutilizada para a próxima troca.

VALE LUZ

A iniciativa, que integra o Programa de Eficiência Energética do Grupo Neoenergia, regulado pela Aneel, foi lançada em 2013, já recolheu 213,5 toneladas de resíduos sólidos recicláveis em 17 bairros de Natal e concedeu R$ 56 mil em descontos na conta de luz de 1.305 clientes cadastrados no projeto até agora.

O Vale Luz Cosern atende hoje 39 pontos em 17 bairros de Natal com a tenda itinerante, que serve como ponto de coleta dos materiais. São aceitos na coleta itens como metais, papéis brancos (folhas de ofício, de caderno, notas fiscais, provas, apostilas e rascunhos), jornais, revistas, caixas de papelão, plásticos e tetrapak (caixas de leite, de sucos e demais embalagens de produtos longa vida).

Projeto “Vale Luz” é itinerante e se instala em diversos bairros de Natal – Foto: Assessoria Cosern

Postar um comentário

0 Comentários