Anvisa divulga novas advertências para maços de cigarro


RIO - A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicou, nesta sexta-feira, uma resolução com as novas imagens de advertência sanitária que serão obrigatórias nos rótulos dos cigarros. Um dos avisos alerta, por exemplo, sobre o risco de disfunção erétil causado pelo hábito de fumar. Há ainda avisos sobre problemas cardíacos, cegueira e fumo passivo, entre outros.


De acordo com a resolução, os novos alertas serão obrigatórios nos rótulos de cigarros e demais produtos derivados do tabaco comercializados no Brasil. Além de nove novas imagens de advertência padrão, que ocuparão 100% da face posterior das embalagens, a resolução apresenta modelos de advertências frontal e lateral e um novo modelo gráfico para a mensagem de proibição de venda para menores de 18 anos.


As mensagens apresentam uma comunicação mais direta aos consumidores sobre os riscos desses produtos à saúde e utilizam cores que dão mais destaque às mensagens do que nos avisos anteriores. As novas advertências padrão se referem aos seguintes temas: câncer de boca, cegueira, envelhecimento, fumante passivo, impotência sexual, infarto, trombose e gangrena morte, impotência e parto prematuro.


 A advertência frontal passara a ficar sobre um fundo amarelo mais chamativo, em vez do fundo preto usado nos alertas anteriores. A advertência lateral continuará no fundo preto, mas terá um alerta de "Perigo: Produto Tóxico", que correlacionará as substâncias tóxicas do produto com itens do cotidiano das pessoas, bem como com as doenças causadas pelo seu uso. A mensagem de venda proibida para menores de 18 anos ficará em um fundo vermelho, também com mais ênfase.

A advertência frontal passara a ficar sobre um fundo amarelo mais chamativo, em vez do fundo preto usado nos alertas anteriores. A advertência lateral continuará no fundo preto, mas terá um alerta de "Perigo: Produto Tóxico", que correlacionará as substâncias tóxicas do produto com itens do cotidiano das pessoas, bem como com as doenças causadas pelo seu uso. A mensagem de venda proibida para menores de 18 anos ficará em um fundo vermelho, também com mais ênfase.