Blog a serviço da População


Mega da Virada pagará a maior bolada da história


Já sonhou ser um milionário? Muito provavelmente, sim. O sonho será realizado por quem acertar as seis dezenas do concurso da Mega da Virada, sorteado no dia 31 de dezembro, às 20h. A estimativa de prêmio subiu para R$ 280 milhões, o maior valor da história. Tanto dinheiro aplicado na caderneta de poupança — que, aliás, nem seria a melhor opção de investimento — já renderia R$ 1,6 milhão por mês, segundo o professor Carlos Campani. E o que não faltam são opções para gastar.

— Eu conheceria todos aqueles lugares lindos e paradisíacos que só vejo pela TV. Quero uma vida igual à da Glória Maria, cada mês em um canto do mundo — brincou Marina Alves, de 32 anos, referindo-se à jornalista da Rede Globo, famosa pelas reportagens ao redor do mundo.

O administrador Renato Catran, de 50 anos, diz que o objetivo, caso fique milionário, é aproveitar com a família. Ele garante que não gostaria de faturar sozinho os R$ 280 milhões:

— Quanto mais acertadores da Mega da Virada, mais pessoas com dinheiro e de bem com a vida. Eu não sei o que faria com esse dinheiro todo.

Vanderlei Silva, de 29 anos, trabalha como vendedor autônomo e diz que usaria o dinheiro para curtir a vida de solteiro, viajando pelo mundo rodeado de mulheres, mas sem se esquecer da família, que receberia uma boa ajuda antes de ele partir sem destino certo. Na hora de posar para a foto, um pedido.

— Não me fotografa, não. Se meu rosto aparecer no jornal, corro o risco de alguma ex-namorada surgir e pedir pensão para as crianças — brincou.

Para tentar a sorte, vale apostar com base em datas especiais, superstições, intuições ou números aleatórios. O carpinteiro Edson Galdino, de 43 anos, não pensa muito na hora de marcar o bilhete. Os números são escolhidos na lotérica.

— Acredito que a probabilidade é a mesma para quem aposta seis dezenas quaisquer e para os que optam por datas comemorativas ou idades dos filhos. Ganha quem merece.

O porteiro Francisco Sebastião, de 56 anos, não repete os números escolhidos de um jogo para o outro e pensa muito antes de escolher as dezenas:

— Jogo sempre. Um dia a minha sorte chegará. Tenho fé em Deus de que chegará.

A empresária Nelcimara Martins, de 45 anos, apostou pela primeira vez na Mega da Virada e confia na sorte de principiante. O dinheiro será usado para quitar dívidas e viajar. A aposta mínima é de R$ 3,50 e pode ser feita até as 14h do dia 31.