Blog a serviço da População


Justiça concede prisão domiciliar a Henrique Alves


O juiz federal Francisco Eduardo Guimarães, da 14ª Vara Federal no Rio Grande do Norte, deferiu pedido da defesa Henrique Eduardo Alves (PMDB) e determinou a conversão da prisão em domiciliar. O ex-ministro do Turismo foi preso há oito meses durante a Operação Manus, que apura desvio de recursos na construção da Arena das Dunas.

Apesar da decisão da justiça, Henrique continuará preso por responder outro processo. O magistrado manteve a prisão do ex-presidente da Câmara Federal, Eduardo Cunha, que também é réu no caso.

Segundo a defesa do ex-ministro deve ser julgado na próxima quinta-feira (8), um pedido de habeas corpus feito à Justiça em outro caso ao qual ele responde. Caso esse pedido também for aceito, ele poderá ir para casa.

A outra ação é a Sépsis, que investiga suposto esquema de propinas envolvendo financiamentos do Fundo de Investimentos do FGTS (FI-FGTS), administrado pela Caixa. Ela é um desdobramento da Lava Jato.