Blog a serviço da População


MOZANIEL DE MELO EMITE NOTA SOBRE SITUAÇÃO POLÍTICA DE GUAMARÉ

Você que escolhe! tem umas que até da certo! para e tudo outras não, freia mas continua derrapando. Se freia? é cada um que aperte no seu pedal

Boa Dia Pessoal!

Venho por meio desta nota pontuar alguns óbices que adiarão um pouco o resultado final dessa batalha; diga-se de passagem o personagem principal  desse cenário é a justiça, a qual me soa uma certa incoerência ou no mínimo divergência as leis...
Em meio aos diálogos democrático nas redes sociais, uma pessoa mencionou um ponto que me chamou a atenção e eu fiquei buscando uma forma de externar de maneira sucinta e clara, onde a pessoa falou que, *como não fizemos o dever de casa*, agora estamos vivendo as consequências. Então eu pensei; sem demagogia, sem hipocrisia, pois muitos me conhece, conhece minha família e muitas outras pessoas que pensam como eu; que o dever de casa era para ter sido feito lá em outubro de 2016 quando estávamos em campanha, pois mais eficaz do que Vereadores, advogados, são vocês enquanto sociedade, pois tem uma arma cem por cento eficaz que se chama o *VOTO*, mas está também é muito maléfica quando usada de forma errada.
Vejam! Mozaniel obteve 46% dos votos (meu muito obrigado) outros tiveram suas votações, assim como o candidato que obteve a maioria dos votos, aí está o grande prejuízo democrático, votou-se em um candidato que exaustivamente foi informado que este não estaria apto a receber estes votos.

Agora! Essa consequência será solucionada, mas de forma diluída, que demanda mais tempo, pelas razões que já exaustivamente discutimos, (instancias, "recursos", atrasos em julgamentos e etc...).

Me comprometo a estar imbuído nesse projeto de dias melhores para a minha cidade, pois acredito que GUAMARÉ MERECE MAIS, mas é preciso que nos demos as mãos, façamos uma reflexão do quanto de recursos financeiros estão sendo jogados fora a troco de se manter no poder, enquanto isso a nossa cidade e seus munícipes agonizam por dias melhores.

Precisamos valorizar mais as nossas vitórias contra esse sistema e não ficar potencializando o que talvez seja uma derrota, na interpretação de alguns.

O conceito de dever de casa que me refiro, é sabermos vê com muita clareza quem tem uma proposta para a cidade, enxergar quem pode executar essa proposta e saber que o voto é pelo melhor para o coletivo.

Meus amigos e minhas amigas, tenham a certeza que tudo é propósito.

Abraço...

Mozaniel de Melo