Palmeiras vence o corinthians em Itaquera e dar um passo largo rumo ao título

O Palmeiras deu um passo rumo ao título do Campeonato Paulista de 2018. Jogando na Arena Corinthians, o Verdão venceu por 1 a 0 com um gol de Borja, aos 6 minutos do primeiro tempo.

O jogo decisivo será no próximo domingo, 8 de abril, na arena do Palmeiras. O time de Roger Machado jogará por um empate. Já o Corinthians precisará vencer por dois gols de diferença para ser campeã no tempo normal. Se vencer por um, a decisão do título será nos pênaltis.

Sem nem ter tempo de se sentir o casa, o Corinthians recebeu um baque. Aos seis, William rolou para Borja, que empurrou para o gol sem goleiro. Apesar do gol, os donos da casa não se abalara. Matheus Vital e Clayson exigiram boas defesas do arqueiro Jailson.

Com mais posse de boal, o Timão não conseguia penetrar na defensiva palmeirense. Isso porque o Palmeiras marcou com seu time compactado entre a intermediária e a linha central, deixando poucos espaços para os donos da casa, que não mais conseguiram criar nada.

Uma briga generelizada marcou o fim do primeiro tempo. Tudo começou depois de uma jogada de Borja contra Henrique. Dudu apareceu e discutiu com vários jogadores do Corinthians. Quando Clayson chegou perto, eles trocaram empurrões. Felipe Melo acertou um tapa em Clayson.

No saldo da confusão, Clayson e Felipe Melo foram expulsos. Henrique e Borja foram amarelados.

As equipes vieram com mudanças na etapa final. O Palmeiras voltou com Moisés no lugar de Borja, para recompor o meio-campo. Já o Corinthians veio com Romero na vaga de Sidcley, deslocando Maycon para a lateral esquerda.

O Corinthians tinha dificuldade em furar a defesa adversária. Carille resolveu colocar Pedrinho na vaga de Mateus Vital e depois Danilo no lugar de Sheik. Nada funcionava.

O Palmeiras amarrou o jogo, segurando o tempo que podia. Apostava nos contra ataques, mas não conseguia ser efetivo. Com uma marcação forte, o Verdão marcou forte e se precaveu na defesa. Conseguiu sair com a vantagem mínima e 50% do título na mão.