Blog a serviço da População


Quem será o novo prefeito de Santa Cruz? E quantos gestores teremos até a eleição suplementar ser marcada?


Santa Cruz vive, a partir de hoje, uma fase de incertezas.

Após a cassação da prefeita Fernanda Costa, o vice-prefeito Ivanildo Ferreira e mais seis vereadores, ficam os questionamentos de como será feito o processo de mudança na gestão e quem assumirá de forma interina a gestão municipal.

O nome atual seria do atual vice-presidente da Câmara, Gean Paraibano. Gean assumirá interinamente a presidência do Legislativo, com a cassação do atual presidente Monik Melo, e dará posse aos seis vereadores suplentes que assumirão os cargos.

Mas, a partir daí uma série de incertezas se inicia.

Segundo regimento interno da Casa, não existem suplentes para assumir a Mesa Diretora da Câmara. Com isso, uma nova eleição deveria ser convocada para eleger uma nova Mesa Diretora.

Outra dúvida que surge é que, a atual Mesa tem validade até dezembro, e em janeiro assume novos integrantes, que é o período de mudança de gestão dentro do poder Legislativo de Santa Cruz.

A Mesa que assumiria em janeiro foi cassada, e o presidente seria Raimundo Fernandes. Com isso, uma nova eleição para Mesa Diretora em janeiro precisa ser feita.

Com isso, teríamos uma eleição tampão até dezembro e outra em janeiro, ou a eleição seria unificada? Quem responde é o regimento interno da Casa.

A eleição da Mesa Diretora é essencial para sabermos quem será, ou serão, o prefeito(s) interino de Santa Cruz, pois o cargo é para o presidente do Legislativo Municipal.

Então, Gean Paraibano será prefeito por cinco dias (até convocação de nova eleição para a Mesa Diretora até final de dezembro), por cerca de 40 dias (até final do mandato da atual Mesa Diretora) ou terá capital político para se eleger presidente do Legislativo a partir de janeiro?

Paralelo a isso, existe o recurso dos cassados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que se tiver decisão liminar favorável aos réus, tudo volta ao que era anteriormente a essa decisão do TRE.

Incertezas que deixa a máquina pública de Santa Cruz parada, podendo prejudicar o município nos próximos meses e que somente o Tribunal Regional Eleitoral dará as devidas respostas.

Deu no blog Édipo Natan

Postar um comentário

0 Comentários