Blog a serviço da População


Cirurgia de Bolsonaro exigiu 'obra de arte', diz porta-voz


O porta-voz da Presidência da República, Otávio do Rêgo Barros, afirmou nesta segunda, 28, que a situação do presidente Jair Bolsonaro, em função das duas cirurgias as quais foi submetido após ser esfaqueado em campanha eleitora, exigiram de médicos uma "verdadeira obra de arte" para a retirada da bolsa de colostomia.

O procedimento durou cerca de sete horas e foi concluído com êxito, de acordo com a assessoria do Planalto. "A cirurgia foi conduzida de forma especial e cuidados particalarente porque o presidente possuía uma quantidade grande aderências or causa das outras duas cirurgias. As aderências exigiram uma verdadeira obra de arte em relação a cirurgia", disse Barros.

De acordo com o porta-voz, Bolsonaro tem previsão de alta do hospital em dez dias, mas retoma a exercer o cargo de presidente em 48h. Ele também leu detalhes do boletim médico divulgado pelo Hospital Albert Einstein após a cirurgia.

A equipe médica informou que o presidente "encontra-se clinicamente estável, consciente, sem dor". O documento foi divulgado às 17h desta segunda-feira, 28. A equipe médica informou que o presidente Jair Bolsonaro "encontra-se clinicamente estável, consciente, sem dor". O documento foi divulgado às 17h desta segunda-feira, 28.

Com a cirurgia de Bolosonaro, o vice Hamilton Mourão assume interinamente a Presidência da República. No hospital, Bolsonaro está acompanhado da primeira-dama, Michelle, além dos filhos Eduardo, Flávio e Renan.


Postar um comentário

0 Comentários