Criança de 8 anos dispara arma acidentalmente e mata a própria mãe de 33 anos


O fato aconteceu na zona rural de São Gotardo – MG

Uma mulher de 33 anos morreu após ser atingida por um tiro acidental disparado pelo próprio filho de oito anos. O fato aconteceu na zona rural de São Gotardo na manhã deste sábado (19/10). 

Segundo informações da assessoria de comunicação da Polícia Militar, uma viatura da Polícia Militar foi acionada no Pronto-Socorro de São Gotardo onde uma mulher havia dado entrada com ferimento de arma de fogo no rosto. 

Ao chegar no local, o irmão da vítima, um homem de 44 anos, que é caseiro da Fazenda São José da Lapa, disse que na data anterior ouviu um barulho do lado externo da casa. Ele então foi até a sede da fazenda, pegou  espingarda calibre .20 e a municiou com intuito de defesa. Então ele deixou a arma embaixo da cama. 

Na manhã do dia seguinte, o caseiro foi até o barracão para trabalhar. Ele ouviu um disparo e gritos de desespero dentro da casa. Ao chegar no imóvel, ele deparou com a irmã caída no chão desacordada e com ferimento no rosto, próximo a boca. 

Imediatamente ele a colocou no carro e correu até o Pronto-Socorro de São Gotardo. O irmão contou também que cometeu um erro ao deixar a arma em local de fácil acesso e disse que a espingarda pertence ao proprietário da fazenda, um homem de 44 anos. 

A viatura foi para o local e encontrou a esposa do caseiro, de 38 anos. Bastante abalada, ela mostrou o quarto onde estava a espingarda e as munições. A mulher contou ainda que a vítima e os dois filhos dela, de oito e 13 anos, estavam visitando os familiares. Ela contou ainda que pela manhã, a criança pegou a arma no quarto do casal, foi até o outro quarto e apontou a arma para mãe. Ele ainda disse: “Olhe aqui mãe!” antes de apertar o gatilho. 

O produtor rural foi detido por posse ilegal de arma de fogo, já que a mesma não era registrada. Ele disse que adquiriu a arma juntamente com a fazenda. Já o irmão da vítima foi preso por omissão de cautela. Ambos foram levados para a delegacia de Polícia Civil de Patos de Minas. 

A criança e o adolescente estavam bastante abalados e foram deixados na responsabilidade da família. A vítima não resistiu aos ferimentos e morreu no pronto-socorro. Ela é natural de Unaí/MG. O corpo foi levado para o IML – Instituto Médico Legal de Patos de Minas.

*fonte:Patos Notícias

Postar um comentário

0 Comentários