Sobe para 252 o número de casos suspeitos de coronavírus no brasil


O número de casos suspeitos de infecção pelo novo coronavírus no Brasil subiu neste domingo (1º) para 252, segundo dados do Ministério da Saúde. No sábado (29), eram 207 casos suspeitos. O estado com o maior número é São Paulo, com 136 casos suspeitos, seguido por Rio Grande do Sul, com 27, de acordo com as informações divulgadas na Plataforma Integrada de Vigilância em Saúde, do ministério.

Até o momento o país tem dois casos confirmados de coronavírus importado da Itália. O primeiro foi confirmado na última quarta-feira (26) e é de um homem de 61 anos, morador de São Paulo, que esteve no norte da Itália a trabalho.

O segundo foi confirmado neste sábado, após atendimento no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, na sexta (28). Trata-se de um homem de 32 anos que chegou em São Paulo na quinta (27), de voo procedente de Milão.O paciente afirmou que usou máscara durante toda a viagem de retorno ao Brasil. Ele estava acompanhado da mulher, que não apresenta sintomas. Ambos estão em monitoramento.O Ministério da Saúde informou que a partir de segunda-feira (2) adotará um novo fluxo de consolidação dos casos de coronavírus. Passarão a ser consideradas as classificações informadas pelas secretarias estaduais.

Em nota, a pasta afirmou que, “ao longo das últimas semanas, o Ministério da Saúde vem treinando os estados para a consolidação das notificações dos casos suspeitos do coronavírus”. “Com a finalização da orientação às secretarias de Saúde estaduais, a partir do dia 2 de março, segunda-feira, o Ministério da Saúde inicia um novo fluxo e adotará integralmente os dados repassados pelos gestores locais.”Até agora, cada notificação era reanalisada pela equipe da pasta. “A ação de descentralização da consolidação dos casos busca dar agilidade de resposta à doença”, disse o ministério.

A OMS (Organização Mundial da Saúde) elevou para “muito alta” a avaliação de risco para o novo coronavírus em nível global. A mudança ocorre após aumento de casos confirmados fora da China.

Postar um comentário

0 Comentários